Cervejaria cigana Club66 lança o primeiro rótulo e aposta no verão

Diz a lenda que um homem de turbante vagava perdido no deserto africano quando deu de cara com uma garrafa estranha e fechada. Tomado por uma sede insaciável, aquele andarilho abriu a cerveja e descobriu o líquido sagrado quando levou a bebida à garganta. Nascia assim o primeiro bebedor da Tuareg, uma Hoppy Cream Ale alagoana.

A história é contada pelos três sócios Lucas Bernardes, Arthur Lima Rocha e Daniel Lemos da cervejaria cigana Club66. Cigana porque ela não tem estrutura própria e depende de parceiros como a Caatinga Rocks, sediada em Murici. A Caatinga fornece parte do espaço para que a Club66 possa produzir a cerveja. Agora, lançada há pouco menos de 1 mês, a Tuareg já está esgotada no mercado alagoano, o que demonstra ainda uma ótima aceitação por parte dos consumidores que acompanham esse crescente mercado de cervejas artesanais.

“Nossa ideia foi criar uma cerveja leve para agradar as pessoas que não têm o costume de tomar cerveja artesanal. Então testamos receitas há 1 ano, mas sempre faltava alguma coisa, por isso pensamos em lupular mais e adicionar um dry hopping. Pensamos assim em fazer uma cerveja tão refrescante que o Tuareg iria preferir ela do que a água”, garante Lucas Bernardes.

Arthur Lima, Daniel Lemos e Lucas Bernardes (Foto: Leandro Santos / Breje-se)

Com a chegada do verão, que traz consigo mais dias de calor e sol para Maceió, a Tuareg se torna uma ótima pedida. Ela possui 5% de teor alcoólico e 17 de IBU, sendo bem leve e clara, feita com dose extra de lúpulos cítricos. A combinação garantiu a venda quase que completa do primeiro lote antes de completar a terceira semana.

“O primeiro lote começamos com a produção 500 litros, agora vamos para 1000 litros. Ser uma cervejaria cigana é não investir muito para começar a produção, você dá os insumos e a receita [para a cervejaria maior] e eles fabricam o produto pra você. Para começar o negócio é bom por conta do baixo investimento”, conta Daniel Lemos.

O nome Tuareg, para quem não sabe, faz referência a um povo berbere constituído por pastores seminômades, agricultores e comerciantes. No passado, esse povo controlava a rota das caravanas no deserto do Sahara. Já a ideia do nome da cervejaria, Club66, veio do grupo de Whats App criado pelos amigos que se conhecem desde a infância.

Onde encontrar a Tuareg?

Atualmente a Tuareg é distribuída em 9 estabelecimentos espalhados por Maceió. O primeiro deles foi a Bern Beer, na Galeria Boulevard 1089, na Serraria, parte alta de Maceió (falamos dele aqui). Fora a Bern Beer, a Tuareg é presença garantida também nos locais:

  • Bar do Carlinhos – em Garça Torta
  • Johnys – Bar na Rua Jangadeiros Alagoano, 975, Pajuçara
  • Auto Posto Trapichão- Avenida Siqueira Campos, 1801, Trapiche da Barra
  • DasLagoas Brewpub – Avenida Dr. Antônio Gomes de Barros, 575, Jatiúca
  • Toscana Vinho e Café – Rua Djalma Mendonça, 300 B, Gruta de Lourdes
  • Empório Bierwelt – Galeria Amarilis – Avenida Alvaro Calheiros, 8, Sala 4, Jatiúca
  • Botequim Paulista – Avenida Dr. Antônio Gomes de Barros, 172, Jatiúca
  • Rustik Hamburgueria – hamburgueria, em Pajuçara
  • Jambo Bebidas – Rua Deputado José Lages, 988, Ponta Verde

Além da Tuareg, um novo rótulo vindo da Club66 deve entrar no mercado em meados fevereiro, no mês do carnaval. Agora é esperar para ver qual será a próxima receita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: